Escolha uma Página

O que faz andar o barco não é a vela enfunada, mas o vento que não se vê…
Platão

Nunca se valorizou tanto o visível, o que se apresenta aos olhos nessa sociedade em que tudo parece ser medido pelo que você tem.

O conhecimento, as habilidades, as possibilidades que você carrega parecem se perder no meio de gente que ostenta carrões, contas polpudas ou físicos conseguidos sabe se lá com que esforço.

Lembrando Chico Buarque que na canção diz que “a dor da gente não sai no jornal” eu busco entender essa ostentação dos egos nas redes sociais.
Não vejo ninguém postando arroz com ovo frito no Instagram, e nem a cólica desgraçada da manhã mal dormida.
Vejo “influencers do nada” fingindo limpar a casa com roupas de festa.
Outros fazendo ginástica que de tão editada a pessoa até esquece que mudou de roupa e diz que foi tudo ao vivo!
Ao vivo é a realidade da maioria das pessoas que sofrem, gemem, riem, gozam, sorriem e choram de maneira natural.
Ao vivo é a gente acordar com remela nos olhos, aquele hálito meio quente da noite, as dores na lombar de quem se virou a noite toda…
Valorize suas POSSIBILIDADES, acredite no REAL, no que é invisível em você para os outros, mas que está pulando em você para se exibir.
Faça aquele seu bolo incrível, o café decorado, o bordado de fitas, a planilha que você faz brincando e deixa todo mundo boquiaberto, a fala da  peça de teatro que você decora rapidinho, e muito mais…
Tem tanto talento explodindo em você e às vezes você está ali, vendo gente fingindo que é feliz, exibindo uma vida que não existe e deixando você pensando que a sua vida é uma droga.
Droga é deixar a vida passar sem aproveitar  seus instantes.
Droga é não mostrar ao mundo as suas habilidades, suas qualidades.
Aposte na realidade de ser você, uma pessoa incrível que pode transformar pessoas com a garra e o poder de fazer bem feito o que sabe fazer.
Descubra-se, deixe o vento invisível mostrar que em você existem qualidades e possibilidades ainda não reveladas.
Você é incrível, só precisava saber que já pode se revelar…

Eu acredito em você
Paulo Roberto Gaefke